Informações Clínicas para o Público

Curvatura Peniana

A curvatura peniana, chamada também de Doença de La Peyronie, é pouco frequente. É uma doença do tecido conjuntivo, caracterizada pela formação de uma placa de fibrose na túnica albugínea (camada que confere rigidez ao pénis), que conduz à deformação do pénis em erecção. A causa exacta é desconhecida, mas supõe-se que se deva a microtraumatismos e/ou a lesões microvasculares.

Existem alguns factores de risco, como a diabetes mellitus, a hipertensão arterial, a dislipidémia, o tabaco, a cardiopatia isquémia, a disfunção eréctil, o consumo de álcool ou a história de cirurgia pélvica radical.

A doença é caracterizada por duas fases. Uma fase aguda, inflamatória, caracterizada por dor, em flacidez e/ou em erecção e por um nódulo ou placa mole, e uma fase fase crónica ou fibrótica, caracterizada por um nódulo ou placa dura, sem dor. Pode provocar curvaturas ligeiras ou pode progredir para a formação de curvaturas muito acentuadas. A doença pode evoluir no sentido da estabilização, em cerca de 60% dos casos, do agravamento progressivo em 35% e da melhoria espontânea em 5%.

Existem muitas opções terapêuticas, médicas ou cirúrgicas, que devem ser discutidas caso a caso com o seu Urologista.

Tito Leitão