Informações Clínicas para o Público

Métodos de barreira e naturais

O preservativo masculino tem uma taxa prevista de falhas de 3%-14% durante o 1º ano de utilização e depende da utilização correcta e sistemática. Por apresentar elevada eficácia na prevenção de infecções sexualmente transmissíveis, é ideal na associação com outro método contraceptivo.
Existem os métodos naturais que se baseiam na identificação do período fértil da mulher, conhecendo as modificações fisiológicas ao longo do ciclo menstrual. Exemplos destes métodos são: método da temperatura basal, do muco, coito interrompido, entre outros. Estes métodos são muitas vezes desaconselhados pelos profissionais de saúde pois tem uma elevada taxa de falhas, tendo algumas desvantagens como:
– Necessidade de 3-6 ciclos para aprender a identificar o período fértil
– Difícil de utilizar na presença de ciclos irregulares
– Não protegem contra as infecções sexualmente transmissíveis