Exames e Tratamentos

Ondas de choque de baixa intensidade para Disfunção eréctil

A Disfunção eréctil, definida como a incapacidade para ter ou manter uma erecção que permita uma relação sexual satisfatória, é uma patologia frequente, especialmente a partir dos 40 anos de idade. Das muitas causas, a etiologia vascular constitui umas das principais, partilhando factores de risco com as doenças cardiovasculares.

Existem diversas opções terapêuticas, como fármacos administrados via oral ou tratamentos locais, que, embora tratem os sintomas, não tratam o mecanismo que provoca a disfunção.

O tratamento por Ondas de Choque de Baixa Intensidade consiste num procedimento em que as ondas são geradas fora do corpo humano e posteriormente transferidas para o paciente através da pele, sendo direccionadas de forma precisa para o tecido a ser tratado, levando à neovascularização, ou seja, formação de novos vasos sanguíneos, melhorando a vascularização do pénis e dos seus parâmetros hemodinâmicos.

Como resultado, os pacientes melhoram a sua função eréctil, conseguindo melhorar a resposta a outros tratamentos, ou mesmo restaurá-la por completo, ficando livres de outra medicação.

Este tratamento constitui uma terapêutica inovadora e vanguardista no tratamento da Disfunção eréctil, não invasivo nem doloroso, realizado em regime de ambulatório e sem necessidade de anestesia. Dura alguns minutos sendo dividido em várias sessões. Até à data, não foram publicados nem reportados quaisquer efeitos secundários.

As sessões de tratamento serão sempre realizadas por um médico Urologista especializado em Andrologia e Urologia funcional, o que permite uma maior sensibilidade na elaboração de conclusões clínicas.

Pedro Oliveira